Voltar

Lemon Hair

“Uma marca de laços e que cria laços”, é assim que  Filipa Avillez define a sua marca.

Criada em 2012, a Lemon Hair Lovers, tem vindo a crescer de forma sustentada, e aposta claramente na diversidade e confeção manual dos acessórios, que vão desde laços, fitas a bandeletes.

“Apostámos num lifestyle e numa imagem leve e feliz, onde acreditamos que no momento em que as mães penteiam as filhas, ou que cuidamos do cabelo, são momentos de ligação, preocupação e afeto, que criam laços.”

Como começou a Lemon Hair Lovers?

A Lemon Hair deu os primeiros passos em 2012. Depois de perceber que havia uma falha no mercado na oferta de laços e bandoletes para criança, decidimos recriar estes tipo de acessórios. O laço é um produto tipicamente português, faz parte da nossa cultura e da nossa história. E faz parte do universo da moda em qualquer parte do mundo. Toda a vida se usou e se vai continuar a usar. Seja no cabelo, na roupa, nas meias. Focámo-nos na qualidade e na diversidade de tamanhos, cores, materiais e texturas, e, desenvolvemos o conceito da Lemon Hair Lovers.

Havia uma oportunidade para a venda deste tipo de produtos?

Sim, havia. Havia uma falha no mercado da moda infantil, com diversidade e qualidade neste tipo de artigos.  Continuamos a ter uma diversidade que dificilmente se encontra noutra loja. E continuamos a apostar na confecção manual e em Portugal. E isso, torna os produtos da Lemon únicos. Não há dois laços iguais. Muitas vezes os laços não são “essenciais”, mas como complementam, acabam sempre por fazer parte da “wish list” das mães. E esta foi, a oportunidade de mercado que agarrámos.

Esta tendência das compras on line foi fundamental para impulsionar este negócio?

O e-commerce é um dos nossos maiores canais de vendas. Chegamos a muitas pessoas no interior do país e fora de Portugal, que não têm acesso às lojas onde estamos presentes fisicamente. Por outro lado, nem sempre a venda é feita online, mas a possibilidade de divulgação da marca e do conhecimento dos artigos acontece online. Muitas pessoas vêem no site ou nas redes sociais e vão às lojas comprar. Por isso, a presença digital da marca é fundamental e impulsionadora do negócio.

Quais os produtos mais procurados?

O produto que mais vendemos são laços. São os laços, porque temos cerca de 600 referências só em laços. No entanto, também vendemos muitas fitas e bandoletes e todos os outros acessórios que vamos lançando pontualmente. Há crianças que não gostam de usar laços e temos outras alternativas disponíveis para o consumidor.

Qual o balanço deste tempo de atividade?

Destes 6 anos de marca, aprendemos muitas coisas. Foram 6 anos muito felizes e de um caminho muito positivo. A marca tem crescido todos os anos, o que tem sido fantástico. O nosso crescimento foi explosivo nos 3 primeiros anos e depois manteve um ritmo sustentado. A marca tem chegado cada vez longe e a mais pessoas. Também nos temos adaptado e repensado estratégias de mercado e sobretudo, tentamos compreender a mentalidade das pessoas, que vai mudando com o tempo. Seja na compra das coleções, seja no apoio ao cliente, nas politicas de devoluções, práticas de envois. Uma marca está em constante mutação e aperfeiçoamento, e tem sido um enorme desafio mantermo-nos a par desta evolução. Continuamos a querer fazer mais e melhor e acreditamos que o que é nacional é muito bom. Por isso, já temos novos caminhos delineados e continuamos a querer fazer mais e melhor.

Escrever um comentário